Categoria: Consórcio Geral

Novas Regras para os Consórcios da CAIXA

Prezado Cliente,

A Caixa Consórcios S.A. reformulou os seus produtos visando atender os objetivos abaixo. Tais adequações estão disponíveis desde 16/01/2017.

OBJETIVOS

  • Atender às necessidades dos clientes, permitindo melhor posicionamento frente à concorrência;
  • Recuperar e ampliar o share da Caixa Consórcios, adotando algumas das melhores práticas de mercado;
  • Ajustar o produto ao momento econômico, prolongando o seu prazo para reduzir o valor da parcela, de modo a criar alívio no comprometimento mensal do consumidor, alinhado ao mercado de consórcio.

COMO FICAM OS PRODUTOS

  1. Características para o Consórcio Imobiliário e Veículos Automotores

1.1   Quantidade de participantes por Grupo: 1.000;

1.2   Extinção da chamada “Taxa de Administração Antecipada – TAA”, para Grupos novos e em andamento, cobrada atualmente nas quatro primeiras parcelas, sendo esta, incorporada na Taxa de Administração.

                1.2.1   Grupo em andamento:

as cotas vagas disponíveis nos grupos em andamento, terão a TAA incorporada a Taxa de Administração;

– as demais características iniciais, por força da legislação e do Contrato de Adesão, permanecem inalteradas;

as cotas adquiridas antes da reformulação, permanecem com o seu plano de cobrança inalterado.

 

1.3   Antecipação da Taxa de Administração no 1º e 2º ano conforme abaixo:

– no primeiro ano: 5%, ou 0,41666 a.m.

– no segundo ano: 2%, ou 0,16667 a.m.

– da parcela 25 ao final: Taxa Total (-) 7% antecipado ÷ prazo restante contratado.

 

  1. Características específicas para o Consórcio Imobiliário

 

2.1   Unificação dos prazos: de 120, 150 e 200 meses para único prazo de 200 meses.

2.2   Valor das Cartas de Crédito: de R$ 70 mil a R$ 700 mil. Para a faixa acima de R$ 700 mil iremos aguardar melhores condições de mercado para abertura de grupos.

 

2.3   Atualização da Taxa de Administração por faixa de crédito, conforme abaixo:

 

Valores em R$ 1.000,00

FAIXA DE CRÉDITO TAXA ATUAL TAXA VIGENTE A PARTIR DE 16/01/2017
70 a 140 18% 20%
150 a 300 19%
400 a 700 16% 18%

 

 

2.4   Cálculo do Seguro Prestamista: O cálculo do seguro prestamista, cobrado da Pessoa Física, para Consórcio Imobiliário é sobre o saldo devedor.

  1. Características específicas para o Consórcio de Veículos Automotores

3.1    Aumento do Prazo: de 70 para 80 meses;

3.2     Manutenção do valor das Cartas de Crédito: de R$ 25 mil a R$ 150 mil.

3.3      Admite aceitação de outras categorias de veículos: caminhões, rodoviários, etc., referenciados no segmento de “Veículos Automotores” regulamentado pelo Banco Central por meio da Circular 3.432. Com essa alteração o cliente poderá adquirir qualquer veículo automotor, conforme prevê a norma.

3.4      Atualização da Taxa de Administração:

Valores em R$ 1.000,00

FAIXA DE CRÉDITO TAXA ATUAL TAXA VIGENTE A PARTIR DE 16/01/2017
25 a 150 mil 15% 17%

 

3.5       Em comparativo com os demais players, a nossa Taxa estará adequada ao mercado:

Administradora TA Mínima TA Máxima TAA (%)
Caixa Consórcios 18% 20% 0%
Bradesco 13% 22% 1%
ITAÚ 11,5% 18% 6% a 8,5%
BB 14% 17% 1%
Embracon 18,5% 26% 1%
Porto Seguro 15% 18% 2%
Rodobens 12,5% 26% 0%
Bancorbrás 13% 18% 2%

FONTE: Site da concorrência

 

 

    Atenciosamente,

 

     Caixa Consórcios S.A. Administradora de Consórcios

 

Como ser contemplado no Consórcio Imobiliário?

Uma das grandes dúvidas da maioria dos clientes é saber se está realizando o plano correto para a sua aquisição.

Neste post abordaremos as formas de contemplação utilizando como exemplo os Consórcios administrados pela Caixa Consórcios S/A. Este é o melhor exemplo que podemos utilizar, pois é a Administradora com maior índice de contemplação no país.

Seguem as formas de contemplação e algumas dicas de como ser contemplado:

  • 1) Escolha o Grupo de acordo com seu perfil.

O que o público em geral não sabe é que consórcio não é apenas um grupo com prazo e valor de crédito determinado, há muito mais além disto. Por exemplo: Se você deseja adquirir o seu imóvel de forma planejada procurando parcelas baixas uma taxa mais barata e além disto tem tempo disponível para aguardar as formas de contemplação mais conservadoras, o seu foco deve ser os grupos novos, a CAIXA possui grupos de 1000 consorciados em até 200 meses, após alguns meses os lances se estabilizam e o grupo tem alta densidade de consorciados o que aumenta o número de contemplações mensais a partir do 12º mês.

Se o seu foco é um investimento em prazo mais curto e maior rapidez em ser contemplado, uma boa dica são os grupos antigos: Grupos com prazo máximo de 80 meses e até 450 consorciados, nestes casos a maior parte do grupo já foi contemplado, o lance está mais baixo e a quantidade de pessoas ofertando lance é significativamente menor que os grupos novos.

  • 2) Conheças as formas de contemplação possíveis.

a) Sorteio: Contempla uma cota por mês, é auferido sempre de acordo com a Loteria Federal do sábado anterior a assembleia. Há uma fórmula matemática simples para definição nos grupos antigos e uma forma simples para os grupos novos. (Veja o post explicativo aqui)

b) Lance Fixo: o lance fixo também é auferido por proximidade do número sorteado na Loteria Federal, é o próximo da ordem após o contemplado pelo sorteio. Este lance é sempre de 20% do valor do crédito atualizado da cota que contratou, portanto se for contemplado através desta modalidade, você pode confirmar o lance pagando os 20% ofertados em espécie ou então desvalorizando a sua carta em 20%. Por exemplo: Uma carta de R$ 100.000,00, para confirmar a contemplação você pode pagar um boleto de R$ 20.000,00 ou não pagar nenhum real, porém transformar o seu crédito a liberar em R$ 80.000,00.

c) Lance Livre: o lance livre vencedor é aquele que oferta como lance a maior porcentagem do valor do crédito contratado, ou seja se você possui uma cota de 100.000,00 e oferta 18% de lance, estará à frente daquele que possui uma cota de R$ 150.000,00 porém oferta apenas 17% de lance, apesar do valor absoluto de lance do 2º consorciado ser maior, a porcentagem ofertada pelo primeiro consorciado foi maior e este será vencedor em relação ao segundo.

  • 3) Então como decidir qual o melhor grupo para o meu negócio?

Para te ajudar a escolher o melhor negócio para o seu perfil e tirar todas as dúvidas na hora de contratação de um consórcio ou crédito imobiliário você deve se aconselhar com um agente certificado para este tipo de venda, nós da Nº 1 Crédito e Consórcio somos agentes certificados para atuar neste mercado, fale com um executivo agora clicando aqui. Ele pode te passar um panorama de todos os grupos, prazos, perfis e parcelas disponíveis.

  • 4) Como saber o valor de lance devo ofertar?

Para te ajudar com relação a uma oferta de lance mais assertiva, com maior probabilidade de contemplação, solicite o histórico recente das assembleias do seu grupo. A CAIXA é uma das poucas Administradoras que disponibilizam esta informação on line, apenas os agentes credenciados conseguem acessar estas informações, se você deseja falar sobre um grupo específico e como aumentar suas chances de contemplação, fale com um executivo clicando aqui.

Em breve um novo post sobre como ser contemplado no consórcio Imobiliário.

Dados do Consórcio em julho/2016

Confira o desempenho de cada segmento do Sistema de Consórcios de janeiro a julho deste ano, em comparação com o mesmo período de 2015:

Consórcio de veículos leves: com 3,23 milhões de participantes ativos, 3,5% a mais que em 2015, esse segmento também registrou alta de 1,2% nas contemplações (304 mil) e de 1,1% nos créditos disponibilizados (R$ 12,32 milhões). Apesar da queda de 7,3% nas adesões de janeiro a julho, o consórcio de veículos leves registrou recorde de vendas no ano, comercializando 82 mil cotas em julho (ver imagem). Foram comercializados R$ 20,10 bilhões nos sete primeiros meses do ano, e o tíquete médio de julho foi R$ 37,8 mil, queda de 13,2% e 2,1% nos indicadores respectivamente.

 Sistema-de-consórcios

Fonte: ABAC – Dados em milhares

Consórcio de motocicletas e motonetas: todos os indicadores desse segmento doSistema de Consórcios apresentaram queda. As vendas caíram 17,9% de janeiro a julho, com 514,8 mil cotas vendidas, o que gerou uma queda de 41,7% nos créditos comercializados (R$ 4 bilhões). O total de participantes ativos caiu 9,9%, ficando em 2,64 milhões, e o tíquete médio do mês fechou em R$ 8,1 mil, 17,3% menor que julho do ano passado. As contemplações caíram 15,2% (390,4mil) e o volume disponibilizado foi de R$ 4,15 bilhões, 15,7% a menos que em 2015.

Consórcio de veículos pesados: esse setor apresentou alta de 4,1% no número de participantes ativos em julho, totalizando 278,5 mil consorciados. Porém, a queda de 6% nas adesões (26,6 mil) de janeiro a julho, e de 24,3% no tíquete médio, que ficou em R$ 119,5 mil em julho, resultou em queda de 18,1% de redução no volume de créditos comercializados (R$ 3,72 milhões). Nesses sete meses do ano foram contemplados 17,6 milhões de consorciados e disponibilizados R$ 2,46 bilhões de créditos ao mercado, queda de 4,9% e 5% respectivamente.

Consórcio de imóveis: mesmo com queda de 5,7% nas vendas de janeiro a julho em comparação com 2015, esse segmento registrou o maior volume de vendas do ano em julho, com 22,8 mil novas adesões, 56,2% a mais que em fevereiro (ver imagem). Em julho, o total de participantes ativos cresceu 2,7%, ficando em 805 mil, e o valor médio da cota teve alta de 4,4%, ficando em R$ 119,9 mil. As contemplações (41,3 mil) e o volume de créditos disponibilizados (R$ 4,1 bilhões) nesses sete meses mantiveram-se estáveis. Foi observada retração de 7,4% apenas em créditos comercializados no período.

Sistema-de-consorcio-imóveis

Fonte: ABAC – Dados em milhares

Consórcio de eletroeletrônicos: novamente no acumulado de janeiro a julho deste ano, as vendas no setor de eletroeletrônicos e outros bens móveis duráveis apontaram alta de 14,1% sobre o mesmo período do ano passado, com 8,33 mil adesões no período. Apesar da retração de 8% no valor médio da cota (R$ 4,6 mil) em julho, se comparado a 2015, o total de créditos comercializados de janeiro a julho subiu 5,4%, ficando em R$ 38,40 milhões. Foram contemplados 4,64 mil consorciados (11,8% a menos que em 2015) e disponibilizados R$ 24,78 milhões em créditos (12,1% a menos). O segmento fechou julho com 26,5 mil participantes (queda de 13,1% em relação ao mesmo mês de 2015).

Consórcio de serviços: esse segmento vem se destacando por apresentar alta em todos os seus indicadores em relação ao mesmo período de 2015. As vendas de novas cotas registraram 48,3% de alta de janeiro a julho, mas, se comparado o resultado de julho e abril deste ano, o crescimento chega a 160%, atingindo 1,95 mil adesões (ver imagem). Os créditos comercializados de janeiro a julho cresceram 73% (ficando em R$ 57,38 milhões), também graças ao aumento de 31,8% no valor médio da cota de julho, que foi de R$ 7,5 mil. As contemplações tiveram aumento de 32,3% nos sete meses deste ano, totalizando 6,15 mil, com consequente aumento de 32,4% nos créditos disponibilizados (R$ 34,27 milhões). O segmento fechou julho com 35 mil participantes, alta de 22,8%.

 Consorcio-de-servicos

Fonte: ABAC – Dados em milhares

Sistema de consórcios em geral

Confira os resultados gerais do Sistema de Consórcios de janeiro a julho de 2016, em comparação com o mesmo período de 2015:

Participantes ativos consolidados (consorciados em grupos em andamento)

– 7,01 milhões (julho/2016)
– Retração: 2%

Vendas de novas cotas (novos consorciados)

– 1,20 milhão (janeiro-julho/2016)

– retração: 11,7%

Volume de créditos comercializados

– R$ 42,57 bilhões (janeiro-julho/2016)
– Retração: 15,7%

Tíquete médio geral (valor médio da cota no mês)

– R$ 38,0 mil (julho/2016)

– Retração: 2,8%

Contemplações (consorciados que tiveram a oportunidade de comprar bens)

– 764,0 mil (janeiro-julho/2016)

– Retração: 8%

Volume de créditos disponibilizados

– R$ 23,09 bilhões (janeiro-julho/2016)

– Retração: 3,1%

Sistema de Consórcios em julho/2016: dados econômicos